EsporteFixo

Soberano, Lewis Hamilton vence de ponta a ponta no GP do Catar

Britânico controlou prova sem chance de ataque do rival Verstappen; Alonso, que chegou em terceiro, não completava uma corrida entre os três primeiros desde o GP da Hungria de 2014

Seguro e sem a ameaça de Max Verstappen, Lewis Hamilton administrou a vantagem da pole position para vencer o GP do Catar da Fórmula 1, neste domingo. O britânico se manteve na liderança nas 57 voltas; apesar do abandono de seu colega da equipe Valtteri Bottas, defendeu-se das tentativas de estratégias do rival holandês, que recebeu a bandeirada na segunda colocação após largar em sétimo.

Chegando em terceiro, Fernando Alonso completa um fim de semana de destaque da Alpine, que andou nas primeiras colocações ao longo das sessões livres e na classificação da etapa, também com Esteban Ocon. O bicampeão quebra, também, um jejum de sete anos longe do pódio.

Bottas, juntamente com Verstappen, foi punido duas horas antes do começo da corrida com a perda de posições de largada, por não respeitar as bandeiras amarelas na classificação deste sábado. Ele, que caiu de sexto para 11º na largada e fazia uma corrida de recuperação importante para o campeonato de construtores, abandonou ao sofrer um furo no pneu médio por desgaste após 33 voltas, quando estava em terceiro lugar.

Além do problema com Bottas, a dupla da WIlliams, George Russell e Nicholas Latifi, também sofreram com os pneus; mas ao contrário do finlandês, os dois pilotos estavam com compostos duros no momento em que os estouros ocorreram. A situação se assemelha aos incidentes no GP do Azerbaijão deste ano, quando Verstappen e Lance Stroll tiveram o mesmo problema e abandonaram.

A disputa neste domingo foi marcada também pelo protagonismo dos “coadjuvantes”; além de Bottas, Sergio Pérez, que largou em 11º, fez uma série de ultrapassagens ao longo da corrida em busca da última vaga no pódio até ser superado por Alonso, que também atravessou o grid depois de perder posições nos pit stops que fez.

A corrida no estreante Circuito de Losail, que antes recebia apenas provas do Mundial de Motovelocidade, marcou o debute do GP do Catar na F1; ausente em 2022 por causa da Copa do Mundo, o país retorna para o calendário em 2023.

O espanhol, que largou em terceiro por conta das punições antes do início da corrida, conquistou seu 98º pódio da carreira, o primeiro em sete anos; sua última chegada entre os três primeiros foi no GP da Hungria de 2014, quando ainda corrida pela Ferrari.

O resultado valeu para Hamilton sua sétima vitória em 2021 e a 102ª da carreira na F1. Com o triunfo, ele soma 343,5 pontos contra 351,5 de Verstappen, reduzindo a desvantagem sobre o rival na vice-liderança do campeonato de pilotos de 14 para oito pontos. A Mercedes segue líder no Mundial de Equipes com 546,5 pontos, mas viu a RBR diminuir a diferença para apenas cinco, anotando 541,5 tentos.

GDS News, com informação da agência F1 de Notícias

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo