Destaques

Quadrilha acusada de contrabandear agrotóxicos do Paraguai e da China é alvo da PF em MT

Foram expedidos 15 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisão pela Justiça Federal que foram cumpridos nas cidades de Sinop, Sorriso, Feliz Natal, em Mato Grosso, além de São Paulo/SP, Campo Grande/MS e Terra Roxa/PR.

A Polícia Federal realiza na manhã dessa quarta-feira (4) a Operação Terra Envenenada fase 2 em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.

Segundo a PF, a ação é para combater a entrada, o transporte e a comercialização de agrotóxicos ilegalmente importados por uma rede criminosa formada a partir do Paraguai e China até o norte de Mato Grosso.

Foram expedidos 15 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisão pela Justiça Federal que foram cumpridos nas cidades de Sinop, Sorriso, Feliz Natal, em Mato Grosso, além de São Paulo/SP, Campo Grande/MS e Terra Roxa/PR.

A investigação originou-se da análise do material e depoimentos colhidos na primeira fase da operação, em 2018, quando foi desmantelada organização criminosa e apreendida mais de uma tonelada de agroquímicos contrabandeados ou adulterados.

Desde essa etapa inicial, a Polícia Federal intensificou as investigações e identificou grandes grupos de fornecedores regionais e nacionais, cujos líderes e integrantes foram presos na segunda fase.

Foram apreendidos documentos e materiais de interesse para investigação, agrotóxicos, além de armas irregulares.

Os investigados responderão por comercialização e transporte de agroquímicos de uso proibido, organização criminosa, lavagem de dinheiro e outros crimes que vierem a ser descobertos. As penas variam de 2 a 10 anos de prisão.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo