Ação CriminosaBrasilDestaquesPolícia

Policial militar é indiciado por homicídio por morte de jovem baleado na Tijuca em maio

As investigações apontaram que o rapaz foi baleado durante uma abordagem dos agentes da UPP Borel.

Um policial militar do 6º BPM (Tijuca) foi indiciado por homicídio no caso do mototaxista Matheus Henrique da Silva Oliveira, de 23 anos, morto próximo à comunidade do Borel, na Tijuca, em 30 de maio deste ano. A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) concluiu o inquérito nesta terça-feira. As investigações apontaram que o rapaz foi baleado durante uma abordagem dos agentes da UPP Borel.

Caso aconteceu na Rua Dessembargador Ramon Carcano, um dos acessos ao Morro do Borel

Durante a apuração do caso, a DHC encaminhou as armas dos PMs que estavam na ação, tendo uma delas dado positivo durante o confronto balístico com um projétil encontrado no corpo de Matheus. Em 10 de junho, um policial militar, que teve a identidade preservada, confirmou ter atirado na direção da vítima. A arma de calibre 38 entregue por ele à Polícia Civil foi compatível durante o exame. A investigação também realizou perícia no local, colheu depoimento dos policiais, de familiares de Matheus e de testemunhas e analisou imagens de câmeras de segurança próximas ao local.

 Na época, os policiais alegaram que Matheus e outro mototaxista que estava na carona na moto não teriam respeitado a ordem para parar ao passarem pela Rua Embaixador Ramon Carcano. Quando o jovem foi atingido, os agentes acionaram a ambulância do Corpo de Bombeiro para o socorro. Ele foi levado para o Hospital municipal Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. O caso foi registrado na 19ª DP (Tijuca) como desobediência.

 Segundo vizinhos de Matheus afirmaram na época, ele transportava um amigo na garupa da moto e se assustou com a presença de policiais parados na esquina, numa área escura. Os policiais também teriam se assustado com o movimento da moto e atirado contra o jovem.

 

 Redação TVgdsnews.

Mostrar Mais
Close
Close