Câmara MunicipalConflitoDouradosFixo

Vereadora desiste de relatar CPI sobre uso de verbas federais na pandemia e nega ‘fuga’

Vereadora Liandra Brambilla (PTB) alegou questões pessoais para desistir de ser relatora da CPI da Covid na Câmara de Dourados

A vereadora Liandra Ana Brambilla (PTB) desistiu de ser relatora da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) aberta pela Câmara de Dourados para apurar indícios de irregularidades e desvios de finalidade na aplicação das verbas federais recebidas pelo município no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus ao longo de 2020.

Liandra pede ampliação do horário de atendimento na UBS/CSU

Eleita no ano passado com 1.806 votos, no bloco apoiado pela ex-prefeita Délia Razuk (sem partido), a ela havia sido designada para relatoria durante a sessão ordinária de segunda-feira (5), mas ainda na noite de terça-feira (6) divulgou nota para anunciar a desistência.

“Na minha vida pessoal, nunca fugi de qualquer responsabilidade que me foi confiada, e esse declínio, não se assemelha a uma fuga, e sim, a um entendimento pessoal, sobre como poderia contribuir para elucidar as questões que serão suscitadas”, pontua em trecho do documento.

Vereadora Liandra encaminha diversas solicitações ao Executivo

A proposição dessa CPI foi feita pelo vereador Fabio Luis (Republicanos), que vai presidi-la. O ponto de partida das apurações reside no fato de que o portal da transparência do governo federal detalha repasse de R$ 54.917.900,71 para Dourados no ano passado, valor destinado ao enfrentamento da pandemia.

“Contudo, não se vislumbra a aplicação eficiente, clara e transparente desses repasses no enfrentamento da pandemia e preservação de vidas no Município de Dourados”, justificou o propositor.

A vereadora designada para relatoria da comissão justificou a desistência da função “primeiro por ouvir minha família, e prezar pela transparência dos atos públicos, e entendendo que a minha decisão fortalecerá o Legislativo que integro e respeito”.

Liandra pede ações urgentes para Sitioca Campo Belo

“Informo, que a minha participação nesta CPI não foi por uma escolha minha, e sim, pelo bloco legislativo que faço parte, e friso ainda que todas as decisões da Câmara estão firmadas no Regimento Interno, sendo assim a mesa diretora tem o dever de seguir e cumprir suas normativas”, alegou.

Ao agradecer a confiança depositada a ela pelos colegas do bloco “Força Legislativa”, a parlamentar destacou continuar “a disposição e preparada para enfrentar todo e qualquer desafio pertinente ao meu mandato, mandato este confiado pelo povo douradense”.

“Na minha vida pessoal, nunca fugi de qualquer responsabilidade que me foi confiada, é esse declínio, não se assemelha a uma fuga, e sim, a um entendimento pessoal, sobre como poderia contribuir para elucidar as questões que serão suscitadas”, ponderou.

Por fim, Liandra disse acreditar em um Legislativo forte e transparente, desejando sucesso aos vereadores “que estarão nessa missão árdua de investigação, e que assim como eu, conduzirão da forma mais proba, ilibada e correta possível”.

Confira a nota na íntegra:

Eu vereadora Liandra da Saúde, venho a público comunicar a minha desistência da função de relatora da “CPI da Covid-19”, instaurada pela Câmara de Vereadores Dourados, primeiro por ouvir minha família, e prezar pela transparência dos atos públicos, e entendendo que a minha decisão fortalecerá o Legislativo que integro e respeito.

Informo, que a minha participação nesta CPI não foi por uma escolha minha, e sim, pelo bloco legislativo que faço parte, e friso ainda que todas as decisões da Câmara estão firmadas no Regimento Interno, sendo assim a mesa diretora tem o dever de seguir e cumprir suas normativas.

Agradeço a confiança conferida a mim, pelos meus colegas do bloco “Força Legislativa” ao me indicarem e entenderem que a minha participação seria necessária, devido a minha atuação profissional na área da saúde, e que a experiência que tivera outrora, contribuiria neste momento onde serão apurados possíveis divergências nos gastos relativos ao enfrentamento da Covid-19, no município.

 

Destaco que continuo a disposição e preparada para enfrentar todo e qualquer desafio pertinente ao meu mandato, mandato este confiado pelo povo douradense.

Na minha vida pessoal, nunca fugi de qualquer responsabilidade que me foi confiada, é esse declínio, não se assemelha a uma fuga, e sim, a um entendimento pessoal, sobre como poderia contribuir para elucidar as questões que serão suscitadas.

Agradeço a confiança conferida pelos meus pares, e principalmente, dos meus colegas do bloco Força Legislativa, que tem me dado toda sustentação necessária neste momento.

Acredito num Legislativo forte e transparente, desejo sucesso aos companheiros que  estarão nessa missão árdua de investigação, e que assim como eu, conduzirão da forma mais proba, ilibada e correta possível. Boa sorte, e que Deus nos abençoe e nos guarde sempre.

 

Fonte DN.

Redação Gdsnews.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo