FixoMato Grosso do SulNotíciasPolíticaSaúde

Paciente recorre ao Facebook e rapidinho sistema de saúde de Bonito resolve seu problema

Mãe que denunciou médico por abusá-la durante o parto disse que o seu relato no GDS será o teor de sua denúncia no Ministério Público Estadual

As denúncias contra o péssimo serviço oferecido pela Secretaria Municipal de Saúde de Bonito não param de chegar.

Logo após a denúncia formulada pela mãe Flavia Chaparro, que disse ter sido vítima de violência obstétrica durante o parto ocorrido no último dia 04/02/2021 no Hospital Darci João Bigaton, uma outra paciente de Bonito relatou a falta de respeito com que os usuários do sistema SUS são tratados nos órgãos de saúde daquele município.

Em áudio encaminhado à redação do GDS News, a senhora, cujo nome que lhe daremos {fictício para preservar sua verdadeira identidade} será Maria das Dores, disse que os funcionários da unidade básica de saúde da cidade trabalham do jeito que querem e fazem o que bem entendem no serviço.

Ele relatou que tinha uma consulta marcada para o último dia 17 com o médico que ela nominou como Dr. Anastácio. Quando chegou no posto de saúde, na Quarta-feira de Cinzas, havia uma plaquinha na porta do estabelecimento informando que nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro não haveria expediente por ser ponto facultativo.

No dia seguinte retornou ao local com o seu cartão para remarcar seu retorno, sendo informada, contudo, que só havia vaga para o dia 17 de março.

Maria das Dores conta que explicou várias vezes para a atendente que não poderia esperar mais um mês, pois seus medicamentos estavam acabando e ela precisava ser atendida pelo médico para que ele visse os resultados de seus exames e lhe prescrevesse novas receitas.

Apesar de todas as ponderações de Maria das Dores, a funcionária, sem sequer levantar o olhar, informou que não tinha nada a ver com o problema que fora criado pelo sistema de regulação e só haveria vaga nesse dia. E deu o assunto por encerrado.

Mal tratada pela servidora que é paga com dinheiro público, ao chegar em sua casa muito chateada, Maria das Dores resolveu recorrer à mídia social Facebook e fez um desabafo. Menos de 10 minutos depois de postado seu relato, choveram comentários de outros bonitenses revoltados com o péssimo atendimento do sistema de saúde de Bonito.

Imediatamente após começarem a surgir novos relatos de mau atendimento no posto de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio de uma servidora, entrou em contato com Maria das Dores querendo saber qual foi o problema.

Cientificada do ocorrido, a funcionária da Secretaria propôs uma consulta mais rápida com a Dra. Cláudia, o que não foi aceito por Maria das Dores, já que o médico que a acompanha é o Dr. Anastácio.

Diante desse fato, a servidora da Secretaria de Saúde disse que ia fazer contato com a chefe do posto para ver o que conseguiria fazer e, cinco minutos depois, mandou recado no WhatsApp de Maria das Dores dizendo que conseguira um encaixe para ela ser atendida pelo Dr. Anastácio nesta quarta-feira, dia 24.

Sintetizando a conversa, Maria das Dores só conseguiu atendimento porque apelou para uma mídia social denunciando os abusos cometidos pelos servidores públicos que, pagos com o dinheiro do povo, não demonstram nenhum senso de humanismo e respeito para com seus semelhantes.

Aguardem a parte III.

NOTA – A senhora Flávia Chaparro, mãe que ontem denunciou um médico do Hospital Darci João Bigaton por abusá-la durante o parto disse que o seu relato no GDS será o teor de sua denúncia no Ministério Público Estadual. Aguardemos!

 

JT

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar