BrasilDestaquesPolítica

Os planos de Lula: ex-presidente quer viajar pelo Brasil e reorganizar oposição ao governo

Defesa do ex-presidente vai solicitar soltura à juíza da Vara de Execuções Penais, que não tem prazo para decidir

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula vai pedir nesta sexta-feira sua imediata liberdade à 12ª Vara de Execuções Penais (VEP) de Curitiba. Caberá à juíza Carolina Lebbos autorizar a soltura do petista e de outros presos na mesma situação, como o ex-ministro José Dirceu.

A decisão, no entanto, não é automática. O juiz de execução pode ainda decretar prisão preventiva do petista, se assim for pedido pelo Ministério Público e se considerar que existem os requisitos previstos em lei para isso — como, por exemplo, periculosidade do réu e risco de fuga. Não há prazo definido em lei para que ele se manifeste.

 

O ator americano Danny Glover, embaixador da ONU para os Direitos Humanos e Assuntos Raciais, visita o ex-presidente Lula na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. “Estou aqui representando milhares de pessoas no mundo que exigem que Lula seja libertado”, disse Glover.

 

Em 14 de novembro do ano passado, o ex-presidente deixa a prisão pela primeira vez para prestar depoimento diante, desta vez, da juíza da Lava-Jato, Gabriela Hardt, sobre o processo do sítio de Atibaia (SP).

 

Lula perde o irmão, Genival Ignácio da Silva. A autorização para comparecer ao enterro, em São Bernardo do Campo, no dia 30 de janeiro, só saiu minutos antes da cerimônia começar, o que impossibilitou a ida do ex-presidente.

 

Durante o tempo na prisão, Lula também perdeu o neto Arthur, de 7 anos, vítima de infecção generalizada.

 

Lula chega a São Bernardo do Campo (SP) no dia 2 de março deste ano, para o velório do neto.

 

A socióloga Rosângela da Silva, com quem o ex-presidente Lula está vivendo um novo relacionamento amoroso. Lula e Janja, como é conhecida, se conheceram ainda no primeiro governo do petista e se reaproximaram no começo de 2018, durante as caravanas que ele fez pela Região Sul, nas semanas que antecederam sua prisão. Moradora de Curitiba, Rosângela o visita com freqüência na cela da PF, normalmente às quintas-feiras.

 

Fonte O Globo.

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close