FixoSaúde

Governo equipa todas microrregiões de MS com estrutura de UTI’s-Covid

Entrega da ampliação do Hospital Marechal Rondon com investimentos em recursos estaduais de R$ 4,166 milhões _ Foto de Edemir Rodrigues

A região Sudoeste do Estado, que até então era a única que não dispunha de leitos de UTI, completou o mapa das 11 microrregiões de Mato Grosso do Sul com disponibilidade deste tipo de estrutura para pacientes da Covid-19. A ativação foi oficializada pelo Governo do Estado, por meio dos  secretários Geraldo Resende (Saúde) Eduardo Riedel (Segov), com a participação do prefeito de Jardim, Guilherme Alves Monteiro.

“Estamos cumprindo uma missão. Com a ativação desses seis leitos, os pacientes que eventualmente necessitem de UTI’s, não precisarão mais recorrer a outras regiões do Estado. Foi um compromisso do governo que estamos cumprindo. Era a última região que ainda não dispunha dessa estrutura. Agora só precisamos avançar onde for necessário para aumentarmos o quantitativo, porque todo o Mato Grosso do Sul tem leitos de UTI para enfrentar a pandemia”, salientou Geraldo Resende.

Na agenda, foi entregue a ampliação do Hospital Marechal Rondon, com investimentos em recursos estaduais da ordem de R$ 4,166 milhões, e também  assinado convênio no valor de R$ 1.005.734,00 para a compra de equipamentos e mobília para o hospital.

Regionalização

Ainda no mês de Julho, o Governo do Estado ativou de cinco leitos de UTI na 10ª microrregião que ainda não dispunha desses equipamentos, sediada em Naviraí. Com a medida, avança, segundo o secretário Geraldo Resende, o processo de regionalização da saúde em Mato Grosso do Sul.

As conquistas, ressalta o secretário, somente estão sendo possíveis mediante um esforço conjunto do Estado, das administrações municipais e também da iniciativa privada.

“Essa união de esforços vai deixar um legado positivo da pandemia, à medida em que vamos estruturar definitivamente o SUS, suprindo desassistências existentes há muito, cronicamente, em Mato Grosso do Sul. As UTI’s vão ficar e servir para a realização de cirurgias mais complexas na área de cirurgia geral, ortopedia, traumatologia, enfim para dar uma saúde de qualidade aos nossos cidadãos”. (Com informações de Ricardo Minella da SES).

Mostrar Mais
Close
Close