Câmara MunicipalDestaquesMato Grosso do Sul

Em live da Câmara da Capital, Cruz Vermelha mostra reforço no trabalho voluntário durante a pandemia

Assessoria de Imprensa

A pandemia do novo coronavírus expôs e agravou ainda mais a desigualdade social. Por isso, a importância de reforçar ações de solidariedade. Nesta quarta-feira (29), live promovida pela Comissão Especial em apoio ao Combate à Covid-19 da Câmara de Vereadores destacou o trabalho da Cruz Vermelha de Mato Grosso do Sul. O número de voluntários interessados em colaborar aumentou no período, mas a demanda também tem crescido, com várias instituições solicitando alimentos e produtos de higiene. O debate contou com os vereadores Dr Livio, Eduardo Romero e Delegado Wellington.

O coordenador dos Programas Humanitários da Cruz Vermelha de Mato Grosso do Sul, José Ramires, disse que desde o começo da pandemia 341 instituições já receberam ajuda em Campo Grande e municípios do interior, com distribuição de alimentos, produtos de higiene e orientações feitas por profissionais da saúde voluntários. “Temos várias instituições parceiras e outras que nos ligam pedindo auxílio. A gente identifica, vê o público que trabalha, quanto tempo e uma das nossas equipes vai ao local”, disse.

Grandes empresas nacionais, por exemplo, fizeram doações de álcool em gel e material de limpeza. O vereador Delegado Wellington perguntou sobre a metodologia dessas entregas. O coordenador esclareceu que juntamente com a entrega, sempre há a ação de orientação para reforçar as medidas preventivas necessárias neste período para evitar a disseminação do coronavírus. A prestação de contas é feita com fotos e relatórios encaminhados aos doadores, além da divulgação nas redes sociais da Cruz Vermelha de MS, mediante autorizações.

No começo da pandemia, segundo José Ramires, houve intensa procura de pessoas interessadas em atuar de forma voluntária, tendo até mesmo uma lista de espera. Ele ressaltou, porém, a necessidade de segurança para essa atuação. A Cruz Vermelha segue alguns protocolos, princípios e promove capacitação antes de voluntários iniciarem o trabalho. “O voluntariado é muito importante, agradecemos imensamente. O povo brasileiro é solidário. Precisamos capacitar esse voluntário que vai a campo e a questão da segurança para nenhum adquirir o vírus”, ressaltou. Uma das medidas está sendo revezamento das equipes e atuação apenas dos mais jovens.

O vereador Dr. Livio, presidente da Comissão, agradeceu em nome da Câmara, a formação oferecida pela Cruz Vermelha para multiplicadores que atuaram em polo de assistência à população na região do Bairro Los Angeles. O objetivo da ação foi capacitar moradores para atuar como sentinelas e mapear a situação da Covid-19, apontando as necessidades urgentes das famílias, além de multiplicar as informações sobre as orientações preventivas. Ele também agradeceu o trabalho da Base Aérea, com o translado de várias doações para a cidade.

A Cruz Vermelha atende várias instituições, mas mantém trabalhos específicos voltados às comunidades tradicionais (quilombolas e ribeirinhos), população de rua, migrantes, indígenas e a diversidade. Neste momento, está sendo montada ação voluntária em aldeias de Aquidauana, onde vários casos de coronavírus foram notificados, e também nas aldeias urbanas de Campo Grande.

O vereador Eduardo Romero ressaltou a produção de materiais em língua terena, que serão oferecidos à Cruz Vermelha, com orientações sobre as formas de contágio e como fazer higienização correta para prevenção. “Já fizemos essa distribuição, mas é uma material que a Cruz vermelha pode usar”, disse. Ramires ressaltou a importância de as instituições estarem unidas neste momento para enfrentarem o coronavírus.

MEDIDAS PREVENTIVAS – Durante a live, exibida no Facebook https://www.facebook.com/camaracgms e canal do Youtube da Câmara Municipal, os vereadores reforçaram as medidas de prevenção, diante do aumento de casos da Covid-19 em Campo Grande. O vereador Dr. Livio alertou que “estamos em nível ascendente e as medidas não podem ser relaxadas. Temos hoje uma proximidade do coronavírus, dos nossos lares e em círculos de amizade muitos se contaminaram”.

Os vereadores reforçaram a necessidade de lavar as mãos, uso do álcool em gel, máscara e desinfecção das mercadorias ao chegar em casa. “É importante mantermos na nossa rotina a higienização dos calçados e lavar as roupas usadas na rua de imediato” alertou o vereador Dr. Livio.

O vereador Eduardo Romero ressaltou a preocupação com os resultados ainda não satisfatórios com o “mini lockdown” aos finais de semana, quando apenas os estabelecimentos considerados essenciais estão autorizados a continuar funcionando. O prefeito Marquinhos Trad deve publicar na sexta-feira decreto com próximas medidas de enfrentamento.

A Comissão Especial realiza live todas as quartas-feiras com objetivo de levar informação para população e debater as ações de enfrentamento adotadas contra o Coronavírus na Capital. A comissão é composta pelos vereadores Dr. Lívio (presidente), Eduardo Romero, Pastor Jeremias Flores, Betinho e Delegado Wellington.

SERVIÇO – Para quem quiser colaborar ou conhecer o trabalho, a Cruz Vermelha de Campo Grande fica na Rua Barão de Melgaço, nº 58, em frente à Praça dos Imigrantes. Os telefones são 3029-0103 e 996016770 (whats). O trabalho também pode ser acompanhado no instagram @cruzvermelhabrasileirams e Facebook www.facebook.com/cruzvermelhabrasileirams.

Mostrar Mais
Close
Close