Campo GrandeDestaquesNotíciasPolítica

Deputado playboy usa verba de gabinete para locar carro por R$ 5 mil e diz que era Uber

Deputado capitã Contar _ Divulgação

Flagrado chegando na Governadoria montado em um super Jeep, 0 km, o deputado estadual Renan Barbosa Contar, mais conhecido como Capitão Contar (PSL), foi logo se explicando: “Não se assustem. Não é meu. É Uber”, afirmou como que a ter o pressentimento de que teria que dar explicações ao eleitorado que confiou o voto nele e que tem visto um parlamentar que é praticamente invisível no plenário das deliberações da Casa de Leis.

Mais conhecido por entrar mudo e sair calado das sessões na Assembleia Legislativa, o parlamentar não mentiu ao afirmar que o carrão não era seu. Porém, também não falou a verdade, pois, não se tratava de um veículo usado por motoristas que prestam serviços por aplicativo.

O carro _ Reprodução

O Jeep, de placas FFJ3C61, pertence à Locadora Delta Brasil, localizada na Rua Joaquim Murtinho, no Bairro Itanhangá Park. O veículo foi locado, conforme a Nota Fiscal de número 0038 (coincidência, hein?) pela bagatela de R$ 4.940,72.

A nota fiscal _ reprodução

O termo “bagatela” é plenamente justificável, porque o deputado Capitão Contar, o que não fala, não opina, não discursa, não teve de desenvolver qualquer valor para o pagamento da locação do veículo, uma vez que a despesa foi coberta com a famosa “verba de gabinete” que os parlamentares usam para cobrir determinada despesas.

A locação do Jeep “zerinho” para o Capitão Playboy desfilar sua majestosa figura pela Capital do Estado veio a público no último dia 13 quando foi publicado uma nota em uma página do Facebook com o título “Denúncia – Deputado estadual Capitão Contar (PSL) paga R$ 5.000 em aluguel por carro de luxo com verba de gabinete na data de 04/05/2020 em época de isolamento – placa FFJ3C61”.

A publicação, por sua vez, viralizou na Internet com um grande número de visualizações e dezenas de comentários nada elogiosos. “E com certeza não é só o aluguel do carro que tá errado não, se for fazer uma investigação certinha acha um monte de BO, ainda mais aqui no MS” registrou um internauta, enquanto outro completou afirmando: “PQP é de cair o C da B! Este vírus da safadeza política é altamente contagioso”.

 

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close