BrasilDestaquesEsporteFutebolInternacional

Argentina se tornará seleção mais vezes enfrentada por Tite, que não queria amistoso

Treinador tem bom aproveitamento no clássico, que disputará pela quinta vez

Em pouco mais de três anos à frente da Seleção, Tite já comandou o Brasil em 46 jogos. O 47º acontecerá nesta sexta-feira e será contra um adversário que o treinador já está cansado de enfrentar: a rival Argentina.

 

O amistoso, às 14h (de Brasília), na Arábia Saudita, será o quinto clássico de Tite contra os hermanos. Embora tenha bom aproveitamento, de 75%, com três vitórias e uma derrota, o técnico preferia enfrentar uma outra seleção, que oferecesse desafios diferentes ao Brasil.

Para o comandante brasileiro, o ideal seria encarar uma equipe européia. No entanto, com a criação da Liga das Nações da UEFA e as condições oferecidas pela Pitch, empresa que organiza os amistosos do Brasil, isso não foi possível.

 

Apesar de preferir um outro oponente, na véspera do confronto Tite exaltou a história do clássico e a rivalidade contra a Argentina:

 

– É um jogo especial na história do futebol internacional. O próprio nome diz, é superclássico, seleções com histórias. É um jogo muito forte, tem toda dimensão de espetáculo, mas é sim um campeonato à parte.

O comandante canarinho ainda relembrou um pouco dos quatro jogos disputados até aqui: – Teve momentos com Messi, momentos sem, momentos decisivos, como na Copa América, que foi um jogo com outro nível técnico, não aquele todo deslumbrante, porque o aspecto emocional foi muito forte.

 

Até então, a Argentina está empatada com a Colômbia e Perú como a adversária mais vezes enfrentada por Tite. Estas outras duas seleções sul-americanas também foram encaradas recentemente, em amistosos em setembro. A Seleção ainda não venceu desde a Copa América. Desde então, o Brasil perdeu para o Peru e empatou com Colômbia, Senegal e Nigéria.

 

Fonte Globoesporte.

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close