Entretenimento

Após compromisso público, Regina Duarte perde cargo prometido por Bolsonaro antes de ser nomeada

Reviravolta: cargo na Cinemateca que foi anunciado publicamente foi descartado

A atriz Regina Duarte não vai ocupar o cargo na Cinemateca proposto pelo presidente Jair Bolsonaro, informou o colunista Ricardo Feltrin, do UOL.

Segundo informações publicadas pelo jornalista nesta quarta-feira, 3, está descartada a possibilidade da ex-global assumir uma função no órgão.

O governo vai fechar a instituição e todos os 150 funcionários devem ser demitidos. Com isso, ela não terá a vaga prometida pelo presidente.

Mais cedo, a ex-Secretária Especial de Cultura compartilhou uma reflexão sobre as duras críticas que recebeu durante seu período no cargo. “Talvez eu seja como um rio: quem só me conhece à superfície não faz ideia da força que me corre por dentro”, dividiu ela.

A passagem de Regina pela pasta foi marcada por polêmicas e um processo de ‘fritura’ interna — promovido sobretudo pela ala mais ideológica do governo.

No início do mês, a agora ex-secretária foi duramente criticada pela classe artística após uma entrevista para a CNN Brasil. No ar, ela minimizou a tortura do período da Ditadura Militar e se irritou com uma das repórteres ao ser questionada sobre sua posição no governo.

Mostrar Mais
Close
Close